logo
Century21 Portugal


Em Setembro, o valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII), dos fundos especiais de investimento imobiliário (FEII) e dos fundos de gestão de património imobiliário (FUNGEPI) atingiu 10.696,1 milhões de euros, menos 272,6 milhões (2,5%) do que em Agosto, avança hoje a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários – CMVM.

O montante investido nos fundos de investimento imobiliário diminuiu 2,2% para 8.012,2 milhões de euros. Nos FEII, o valor decresceu 3,9% para 2.364,8 milhões de euros e nos FUNGEPI subiu 0,4% para 319,1 milhões de euros.

No período em análise, os países da União Europeia foram o destino da totalidade do investimento feito em activos imobiliários, tendo 48,9% da carteira dos FII e FEII abertos sido aplicados em imóveis do sector dos serviços. Também os investimentos realizados pelos FUNGEPI se destinaram, sobretudo, ao sector dos serviços (47,8%).

A Square AM (12,6%), a Interfundos (10,6%), e a Caixa Gestão de Activos (8,6%) detinham as quotas de mercado mais elevadas.

Em Setembro foi constituída a sociedade de investimento imobiliário “Lionesa Real Estate” gerida pela LYNX Asset Managers.

Foram liquidados o fundo de investimento imobiliário “Imoreal” e o fundo especial de investimento imobiliário “Neudelinveste”, ambos geridos pela Imofundos, e o fundo especial de investimento imobiliário “Fundes”, gerido pela GNB Real Estate.

Também houve a fusão por incorporação do fundo de gestão de património imobiliário “FUNGERE”, gerido pela GNB Real Estate, no fundo de gestão de património imobiliário “FUNGEPI Novo Banco”.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*