logo
Century21 Portugal


As rendas das casas em Lisboa cresceram 1,8% em 2021. Trata-se de uma forte recuperação face a 2020, ano em que as rendas desceram 16,8%, e ligeiramente acima da subida anual de 2019, então de 1,4%, segundo os resultados apurados pela Confidencial Imobiliário no âmbito do Índice de Rendas Residenciais.

Depois de um ciclo de fortes crescimentos em cadeia, desde meados de 2018 que a subida trimestral de rendas em Lisboa perdeu força, entrando em terreno negativo no 3º trimestre de 2019, com uma variação de -1,4%. Com excepção do 4º trimestre de 2019, as rendas apresentaram sucessivas descidas trimestrais até ao início de 2021, com os primeiros sinais de recuperação a surgirem após o novo confinamento. No 2º trimestre de 2021, as rendas estabilizaram em termos trimestrais (-0,1%) e nos dois trimestres seguintes evidenciaram subidas em cadeia acima dos 2,5%, o que resultou num desagravamento da variação homóloga ao longo do ano.

No Porto, as rendas ainda descem, registando uma quebra de 2,1% em 2021, embora desagravando face à descida de 4,5% registada em 2020. No mercado da Invicta, a recuperação das rendas começou apenas a desenhar-se no último trimestre de 2021, período em que as rendas subiram 3,5% face ao trimestre anterior, a primeira variação trimestral positiva do último ano e meio.

Em termos nacionais, o comportamento das rendas reflecte a tendência de Lisboa, com uma subida de 3,2% em 2021 e também recuperando face ao ano anterior, quando se mantiveram praticamente inalteradas (variação de -0,7%). Contudo, em termos trimestrais, as rendas no país perderam fôlego ao longo do ano. Depois de se voltarem a posicionar em terreno positivo no 2º trimestre (+3,5%), as variações em cadeia abrandaram, passando para 1,4% no 3º trimestre e 0,8% no 4º trimestre.

Os dados do SIR-Arrendamento mostram que a renda média contratada em Lisboa atingiu os 12,9 euros/m2 em 2021, enquanto no Porto ficou em 10,5 euros/m2.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

rendas-das-casas-em-lisboa-cresceram-1-8-em-2021-e-desceram-no-porto-blog-century21