logo
Century21 Portugal


O Produto Interno Bruto (PIB), em volume, registou uma variação homóloga de 2,2% no 4º trimestre de 2023, após ter aumentado 1,9% no trimestre precedente – revelou hoje o INE. O contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB aumentou ligeiramente, passando de 2,0 pontos percentuais (p.p.), no 3º trimestre de 2023, para 2,1 p.p., verificando-se uma aceleração do consumo privado e uma desaceleração do investimento. O contributo da procura externa líquida para a variação homóloga do PIB passou a positivo (0,1 p.p.), depois de ser negativo no trimestre anterior (-0,2 p.p.), tendo as exportações de bens e serviços em volume apresentado um crescimento mais intenso que as importações. Pelo quarto trimestre consecutivo, observou-se um ganho de termos de troca em termos homólogos, embora menos expressivo que nos dois trimestres anteriores, em resultado da diminuição mais intensa do deflator das importações face ao deflator das exportações.

Comparando com o 3º trimestre de 2023, o PIB aumentou 0,8% em volume, após ter diminuído 0,2% em cadeia no trimestre anterior). O contributo da procura interna para a variação em cadeia do PIB no 4º trimestre (1,1 p.p.) foi superior ao registado no trimestre precedente (0,7 p.p.), enquanto o contributo da procura externa manteve-se negativo (-0,3 p.p.), mas menos intenso que no 3º trimestre (-0,9 p.p.).

2023

No conjunto do ano 2023, o PIB cresceu 2,3% em volume, após o aumento de 6,8% em 2022, o mais elevado desde 1987. A procura interna apresentou um contributo positivo para a variação anual do PIB, embora inferior ao observado no ano anterior, verificando-se uma desaceleração do consumo privado e do investimento. O contributo da procura externa líquida também foi positivo em 2023, mas menos intenso que no ano anterior, tendo as exportações e as importações de bens e serviços em volume desacelerado significativamente.

Em termos nominais, o PIB aumentou 9,7% em 2023, atingindo cerca de 266 mil milhões de euros.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*