logo
Century21 Portugal


Apesar de um pequeno decréscimo nas licenças emitidas pelas Câmaras Municipais para obras de construção nova ou de reabilitação em edifícios residenciais, o número de fogos licenciados, a concessão de crédito e a avaliação continuaram a subir.

De acordo com a Síntese Estatística da Habitação divulgada pela AICCOPN, até ao final do mês de Abril, as licenças emitidas pelas Câmaras Municipais para obras de construção nova ou de reabilitação em edifícios residenciais apresentaram um ligeiro decréscimo de 0,8%, face a igual período de 2021. No que diz respeito ao número de fogos licenciados em construções novas verificou-se, neste período, um crescimento de 2,7%, em termos homólogos, para 10.297.

Relativamente à concessão pelas instituições financeiras de novos empréstimos à habitação registou-se, nos primeiros quatro meses do ano, um crescimento de 19,8% face ao mesmo período do ano passado, para um total de 5.475 milhões de euros.

Em Abril, verificou-se uma valorização de 13%, em termos homólogos, do valor mediano da avaliação da habitação para efeitos de concessão de crédito, em face de variações de 14,7% nos apartamentos e de 8,3% nas moradias.

O consumo de cimento no mercado nacional nos primeiros quatro meses de 2022 totalizou 1,3 milhões de toneladas, o que corresponde a um aumento de 3,8% em termos homólogos.

Na região da Madeira o número de fogos licenciados em construções novas nos doze meses terminados em Abril de 2022 foi de 874, valor que se traduziu um aumento de 80% face aos 485 alojamentos licenciados nos doze meses anteriores. Destes, 18% são de tipologia T0 ou T1, 37,1% são de tipologia T2, 41,2% de tipologia T3 e 3,8% de tipologia T4 ou superior. Quanto ao valor de avaliação bancária na habitação verificou-se, nesta região, uma variação homóloga de 7% em Abril.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

mercado-imobilirio-portugus-manteve-se-em-alta-at-abril-blog-century21