logo
Century21 Portugal


O sector do alojamento turístico  registou 2,7 milhões de hóspedes e 7,2 milhões de dormidas em Junho de 2022, correspondendo a aumentos de 97,3% e 110,2%, respectivamente, avança hoje o INE.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística – INE, face a Junho de 2019, registaram-se diminuições de 2,6% e 0,4%, respectivamente. Em Junho, o mercado interno contribuiu com 2,3 milhões de dormidas (+16,5%) e os mercados externos totalizaram 4,8 milhões (+241,8%). Face a junho de 2019, o mercado interno cresceu 7,0% e os mercados externos diminuíram 3,5%. Os proveitos totais aumentaram 157,0% para 545,4 milhões de euros, e os proveitos de aposento atingiram 416,4 milhões de euros, reflectindo um crescimento de 165,4%. Comparando com Junho de 2019, registaram-se aumentos de 17,0% e 17,4%, respectivamente.

O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) situou-se em 70,6 euros em Junho e o rendimento médio por quarto ocupado (ADR) atingiu 111,8 euros. Em relação a Junho de 2019, o RevPAR aumentou 13,6% e o ADR cresceu 14,6%. No primeiro semestre de 2022, as dormidas aumentaram 252,4% (+84,1% nos residentes e +529,5% nos não residentes). Comparando com o mesmo período de 2019, as dormidas decresceram 7,0%, como consequência da diminuição das dormidas de não residentes (-11,9%), dado que as de residentes aumentaram 5,2%. Os proveitos acumulados no primeiro semestre de 2022 cresceram 308,1% no total e 311,8% nos relativos a aposento (+4,8% e +5,8%, face a igual período de 2019, respectivamente).

No segundo trimestre de 2022, as dormidas aumentaram 209,9% (-0,2% face ao 2ºT 2019). As dormidas de residentes aumentaram 55,6% (+9,9% em relação ao 2ºT 2019) e as de não residentes cresceram 450,1% (-4,1% comparando com o 2ºT 2019). Neste trimestre, os proveitos totais aumentaram 261,3% (+14,9% em relação ao 2ºT 2019) e os relativos a aposento aumentaram 270,0% (+15,2% comparando com o 2ºT 2019). No primeiro semestre de 2022, considerando a generalidade dos meios de alojamento (estabelecimentos de alojamento turístico, campismo e colónias de férias e pousadas da juventude), registaram-se 12,0 milhões de hóspedes e 30,9 milhões de dormidas, correspondendo a crescimentos de 209,6% e 231,0%, respectivamente.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

proveitos-no-turismo-mantiveram-tendncia-crescente-e-aumentaram-17-face-a-2019-blog-century21