logo
Century21 Portugal


Os resultados preliminares de 2023 apontam para 30,0 milhões de hóspedes (+13,3%) e 77,2 milhões de dormidas (+10,7%), que terão permitido gerar 6,0 mil milhões de euros de proveitos totais (+20,1%) e 4,6 mil milhões de euros de proveitos de aposento (+21,3%), avança hoje o INE.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística – INE, comparando com 2019, observaram-se aumentos mais expressivos, de 40,2% e 43,0%, respectivamente.

Em Dezembro de 2023, os proveitos totais cresceram 13,9% (+13,8% em Novembro), atingindo 289,0 milhões de euros, e os relativos a aposento aumentaram 15,0% (+13,6% em Novembro), ascendendo a 204,2 milhões de euros. Comparando com dezembro de 2019, registaram-se aumentos de 40,8% nos proveitos totais e 44,9% nos relativos a aposento.

Em Dezembro, a AM Lisboa foi a região que mais contribuiu para a globalidade dos proveitos (36,3% dos proveitos totais e 38,2% dos proveitos de aposento, respetivamente), seguida pelo Norte (18,7% e 19,0%) e pela RA Madeira (15,6% e 14,9%). Os maiores crescimentos ocorreram no Centro (+21,2% nos proveitos totais e +23,0% nos de aposento), no Alentejo (+18,5% e +20,0%) e no Algarve (+16,6% e +19,4%). Face a dezembro de 2019, destacou-se a RA Madeira, com +64,9% nos proveitos totais e +75,1% nos de aposento, seguida pelo Alentejo, com +54,8% e +59,6%, pela mesma ordem. No conjunto do ano de 2023, os maiores crescimentos nos proveitos totais e de aposento ocorreram na RA Açores (+25,9% e +27,7%), na AM Lisboa (+24,5% e +25,7%) e no Norte (+24,2% e +25,5%, respetivamente). Comparando com 2019, os maiores aumentos nos proveitos totais e de aposento verificaram-se nas regiões autónomas (RA Açores com +60,3% e +62,3%, respetivamente, e a RA Madeira com +60,2% e +72,3%).

No último mês do ano de 2023, registaram-se crescimentos dos proveitos nos três segmentos de alojamento. Na hotelaria, os proveitos totais e de aposento (peso de 87,0% e 85,0% no total do alojamento turístico, respetivamente) aumentaram 13,2% e 14,7%, respetivamente. Face a dezembro de 2019, registaram-se crescimentos de 38,7% e 43,1%, pela mesma ordem.

Nos estabelecimentos de alojamento local (quotas de 9,0% e 11,1%, respetivamente), registaram-se aumentos de 16,5% nos proveitos totais e 14,7% nos proveitos de aposento. Comparando com Dezembro de 2019, observaram-se crescimentos de 40,5% e 43,6%, respetivamente.

 No turismo no espaço rural e de habitação (representatividade de 3,9% nos proveitos totais e de aposento), os aumentos foram de 25,1% e 21,8%, respectivamente. Face a Dezembro de 2019, os proveitos neste segmento mais do que duplicaram (+112,0% e +110,4%, nos proveitos totais e de aposento, respectivamente).

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*