logo
Century21 Portugal


Depois de Montenegro e Suíça, Portugal está entre os três melhores destinos globais, que oferecem aos investidores a oportunidade de obter cidadania ou residência por meio de investimento por meio do programa Golden Visa, indica o estudo da consultora britânica Astons.

Para a consultora Portugal continua a ser um bom investimento para quem pretende usufruir de um programa que beneficia residentes estrangeiros. “Cidadania ou residência por meio de investimento e imóveis estão intimamente ligados, tanto que muitos países que oferecem esse programa também oferecem a capacidade de garantir residência ou cidadania por meio do próprio investimento imobiliário”, lê-se no estudo.

Por exemplo, a Astons actualmente facilita a residência ou cidadania investindo em imóveis comerciais em sete destinos globais, incluindo Montenegro. ” A cidadania imobiliária de Montenegro oferece um caminho rápido para a aquisição de um passaporte europeu, por meio do investimento em projectos aprovados pelo governo, como hotéis e resorts. O investimento mínimo necessário é de 250.000  euros na região Norte e 450.000 euros na mais procurada região Sul”, indica o estudo.

“A disponibilidade de imóveis desempenha um papel fundamental no processo de tomada de decisão de investimento em cidadania ou residência, não apenas comercialmente, mas também do ponto de vista residencial.  Isso se deve em grande parte ao facto de que muitas vezes é uma decisão tomada para o benefício de toda a família, e não do indivíduo, e assim uma casa de família é uma parte essencial do processo ao estabelecer alicerces sólidos no local escolhido. Claro, todas as localizações Golden Visa terão opções de compra residencial disponíveis. No entanto, analisar suas opções com base no nível de novas residências que chegam ao mercado também é um bom indicador de quais locais estão prosperando economicamente”, explica Arthur Sarkisian, director administrativo da Astons.

O responsável acrescenta ainda que “actualmente, estamos a assistir a uma grande procura por residência e cidadania em Montenegro, Portugal, Espanha e Turquia. Esse interesse vem em grande parte de investidores do Reino Unido ansiosos para superar os obstáculos do Brexit, embora esses programas já estivessem crescendo em popularidade antes dessa altura. Portanto, não é nenhuma surpresa que essa procura esteja a começar a se infiltrar no mercado imobiliário doméstico, com cada país a aumentar os níveis de novas casas no mercado”.

No entanto, seja para investir em imóveis ou por meio das rotas mais tradicionais ao garantir residência ou cidadania, os imóveis residenciais também são uma exigência para muitos investidores.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

portugal-mantm-se-entre-os-trs-melhores-destinos-para-os-vistos-gold-blog-century21