logo
Century21 Portugal


O licenciamento conseguiu um aumento de obras de construção nova ou de reabilitação em edifícios, no novo crédito de habitação, no valor mediano da avaliação e no consumo de cimento apresentou o melhor registo anual desde 2011.

De acordo com a Síntese Estatística da Habitação | Indicadores Avançados de Produção, da AICCOPN, relativamente ao licenciamento municipal, no ano de 2021, apurou-se um aumento homólogo de 9,8% do número de obras de construção nova ou de reabilitação em edifíciosresidenciais licenciados. Ao nível do número de fogos licenciados em construções novas nesse ano, registou-se um aumento de 11,1%, em termos homólogos, para 27.805.

Em 2021, o novo crédito para aquisição de habitação concedido pelas instituições financeiras totalizou 15.270 milhões de euros, o que traduz um crescimento de 35,2% facea 2020 e ao melhor registo desde 2007. Quanto ao stock de crédito às empresas deconstrução e imobiliário detido pelas instituições financeiras, observou-se um decréscimo de 6,8%, em termos homólogos, para 15.544 milhões de euros.

No mês de Dezembro de 2021, o valor mediano da avaliação da habitação para efeitos de crédito bancário valorizou-se 11,2% em termos homólogos, em face de acréscimos de12,1% nos apartamentos e de 7,6% nas moradias.

Na Área Metropolitana do Porto, o número de fogos licenciados em construções novas em 2021 foi de 6.016, valor que traduz um aumento de 12,1% face aos 5.369 alojamentos licenciados no ano anterior. Destes, 28% são de tipologia T0 ou T1, 26% são de tipologia T2,38% de tipologia T3 e 9% de tipologia T4 ou superior. Quanto ao valor de avaliação bancária na habitação verificou-se, nesta região, uma variação homóloga de 11,6% em Dezembro.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

o-ano-de-2021-foi-de-aumentos-em-todos-os-segmentos-do-imobilirio-blog-century21