logo
Century21 Portugal


Segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP), os empréstimos à habitação interromperam em Junho a trajectória ascendente registada desde Dezembro de 2019, recuando para os 94.793,9 milhões de euros, valor inferior ao registado em Abril (96.665,6 milhões de euros). Em junho de 2020, o montante de empréstimos à habitação situava-se nos 93.623,6 milhões de euros.

Segundo ainda o BdP, em Junho, a taxa de variação anual dos empréstimos a particulares para habitação foi de 3,7%, o que reflecte um aumento de 0,2 pontos percentuais, face a Maio.

Porém, o total de empréstimos às famílias voltou a subir em Junho, situando-se agora nos 122.567 milhões de euros, o que significa que os empréstimos ao consumo tiveram um crescrimento preponderante.

De acordo ainda com com o BdP, o ‘stock’ dos empréstimos concedidos pelos bancos aos particulares ascendia no final do passado mês de Junho a 122.566,5 milhões de euros, acima dos 122.188,5 milhões de euros do mês anterior e dos 118.979 milhões de euros de Junho de 2020.

Os dados divulgados pelo banco central apontam ainda que os depósitos de particulares nos bancos residentes totalizaram 168,5 mil milhões de euros no final de junho, com a taxa de variação anual de 7%, valor 0,5 pontos percentuais abaixo do registado em Maio.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

emprstimos-habitao-interrompem-trajectria-ascendente-blog-century21