logo
Century21 Portugal


Em 2023, a nível mundial, as viagens registaram um crescimento de dois dígitos em relação ao ano anterior, marcando outro grande passo no regresso ao volume de viagens de 2019. Em comparação com 2022, foi um aumento de 33%, apenas 12% abaixo do ano anterior à pandemia. Os sinais positivos são, sobretudo, o regresso gradual dos viajantes que viajam para o exterior na Ásia e a tendência ascendente nas viagens de férias, não obstante o aumento dos custos de viagem. Em 2024, o interesse em viagens para o exterior continua elevado – as informações são divulgadas pelo mais recente relatório divulgado pela Feira de Turismo de Berlim, que decorre de 5 a 7 de Março, e pelo IPK.

Crescimento de dois dígitos em 2023

De acordo com o World Travel Monitor® do IPK, o regresso das viagens ao exterior na Ásia, com um aumento anual de mais de 140 %, foi o motor do crescimento em 2023. Embora ainda 37 por cento abaixo dos níveis de 2019, isto marcou um tendência ascendente significativa. Em comparação com 2022, as viagens ao exterior na Europa aumentaram 18%, na América do Norte 31% e na América Latina 27%. Em 2023, o volume de viagens de saída foi maior nos EUA, seguido pela Alemanha e pelo Reino Unido. Juntos, estes três maiores mercados emissores representaram um terço do volume global de viagens de saída no ano passado.

Destinos mais populares em 2023Com quase dez%, a Espanha é novamente o destino mais visitado a nível mundial, seguida pelos EUA. O Índice de Desempenho de Destino (DPI) do IPK concluiu que Dubai foi o destino com melhor classificação em 2023. Ao compilar o DPI, o World Travel Monitor® levou em consideração todas as viagens de férias globais no que diz respeito à satisfação com a viagem, se os viajantes recomendariam um destino para outros e seu desejo de retornar. Entre os cinco destinos mais bem avaliados atrás de Dubai estavam as Maldivas, vencedor do ano passado, a África do Sul e Abu Dhabi. Áustria e Suíça foram os destinos mais bem avaliados na Europa.

Destinos de sol e praia estão no topo da lista

Em comparação com 2022, as férias como motivo de viagem aumentaram mais uma vez a sua quota de mercado. Em 2023, três quartos das viagens globais ao exterior foram de férias. Neste segmento predominaram as férias de sol e praia e os city breaks, cada um ocupando cerca de um terço do mercado. Os terceiros colocados foram as viagens de ida e volta. O que é surpreendente é que as quotas de mercado destes três seguiram direções diferentes durante os últimos três anos, mas estão agora em níveis semelhantes aos de 2019. Isto sugere que a pandemia não mudou substancialmente a escolha das pessoas em matéria de férias. Em 2023, os principais factores para uma viagem de férias ao exterior foram relaxamento, passeios turísticos, boa comida e compras.

As viagens aéreas são o principal meio de transporte

Em 2023, mais de 60 por cento das viagens  foram feitas por via aérea – tornando as viagens aéreas o meio de transporte mais popular para viagens internacionais. No entanto, é importante notar que quando questionados sobre como os viajantes se deslocavam no seu destino, a maioria afirmou “transporte público”. Um quinto disse que usou um carro alugado.

Aumento significativo nas despesas de viagem em 2023Devido ao aumento do custo das viagens, especialmente aéreas, as despesas de viagem aumentaram acima da média em 2023, enquanto o número mediano de dormidas permaneceu estável em cerca de nove. Quando questionados sobre os melhores e piores aspectos de uma viagem, os viajantes responderam principalmente “valor pelo dinheiro”, tanto de um ângulo positivo como negativo. Outros factores importantes para os viajantes são o alojamento, a restauração e o ambiente natural local.

Crise totalmente encerrada até o final de 2024

Alguns destinos e mercados de viagens já recuperaram para os níveis de 2019, enquanto outros estão claramente atrasados. Em 2023, alguns destinos voltaram a sofrer com o excesso de turismo. Um terço dos entrevistados disseram sentir que seu destino estava superlotado. No entanto, as últimas conclusões do World Travel Monitor®, que prevêem as tendências globais de viagens ao exterior nos próximos 12 meses, são positivas e estabelecem as bases para uma recuperação total em quase todos os mercados e segmentos até ao final de 2024.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*