logo
Century21 Portugal


No primeiro semestre, as Áreas de Reabilitação Urbana (ARUs) da Baixa e do Centro Histórico do Porto registaram 286 transacções de aquisição de imóveis, actividade que se traduziu num investimento de 86 milhões de euros.

Em número de imóveis verifica-se um aumento de 40% face às 204 operações registadas no semestre anterior, ao passo que em montante, a evolução semestral é de 14%. Em termos homólogos, o investimento cresceu também 40% em número de imóveis e 20% em montante.

Esta recuperação do investimento imobiliário na Baixa e do Centro Histórico acontece num contexto de quebra de atividade no agregado das nove ARUs, o que resultou num reforço da quota deste território central no mapa de investimento da cidade. As duas ARUs registavam no 2º semestre de 2020 uma quota de 38% do montante de investimento contabilizado nas nove ARUs, peso que evolui agora para 49%, semelhante ao observado no final de 2019.

O montante investido em imobiliário nas nove Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) do Porto ascendeu a 175,3 milhões de euros nos primeiros seis meses de 2021, contabilizando-se 680 operações. Esta atividade apresenta uma quebra de 12% em volume de investimento face ao semestre anterior, enquanto em número de transações apresenta um aumento de 6%. Relativamente ao 1º semestre de 2020, o investimento aumentou 5% em montante e 15% em número de operações.

Os dados são apurados no âmbito do SIR-Reabilitação Urbana, sistema estatístico gerido pela Confidencial Imobiliário que cobre o território delimitado pelas nove ARUs em vigor na cidade do Porto.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

baixa-e-centro-histrico-do-porto-recuperam-investimento-blog-century21