logo
Century21 Portugal


Nos primeiros cinco meses do ano, foram emitidas pelas Câmaras Municipais 6.361 licenças de construção nova e reabilitação de edifícios habitacionais, o que representa uma queda de 10,6% em termos homólogos. Já o novo crédito à habitação cresceu 9,6%.

De acordo com a Síntese Estatística da Habitação, divulgada pela AICCOPN, quanto, ao licenciamento de fogos em construções novas verifica-se um decréscimo de 6,0%, em termos homólogos, para um total de 9.404 habitações.

No que diz respeito ao novo crédito concedido pelas instituições financeiras para aquisição de habitação até maio, verifica-se um crescimento, em termos homólogos acumulados, de 9,6%, para 4.471 milhões de euros. Analisando apenas o mês de Maio, apura-se a primeira variação homóloga negativa do ano, com uma redução de 14,6%, face ao mesmo mês do ano anterior.

Relativamente aos valores de avaliação imobiliária da habitação efetuada para efeitos de crédito bancário apurou-se, em maio, um valor mediano de 1.114 euros por m2, o que traduz um aumento de 8,9%, face aos 1.023 euros por m2 apurados no mês homólogo.

No Alentejo, região analisada nesta edição pela Síntese da AICCOPN, o número de fogos licenciados em construções novas nos doze meses terminados em maio de 2020 totalizou 943 o que traduz um aumento de 3,7% face aos 909 alojamentos licenciados nos 12 meses anteriores. Destes, 52% são de tipologia T3, 24% de tipologia T4 ou superior e 16% de tipologia T2. Quanto aos valores de avaliação bancária na habitação nesta região verificou-se, em maio, um aumento em termos homólogos de 2,5% para 827 euros por m2.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

licenciamento-para-construo-nova-e-reabilitao-cai-mas-sobe-crdito-habitao-blog-century21