logo
Century21 Portugal


Portugal continua no Top 10, ocupando a 7ª posição, segundo o Índice de Reforma Global 2019, elaborado pela reconhecida revista norte-americana InternationalLiving.com, numa análise entre os 25 melhores destinos do Mundo para viver durante o período da reforma este ano.

Este índice tem como base 13 categorias: compra e investimento, arrendamento, benefícios e descontos, vistos e residência, custo de vida, adaptação, entretenimento e comodidades, saúde, estilo de vida saudável, desenvolvimento, clima, oportunidade e governação. Este Índice anual analisa destinos seguros e de qualidade além das fronteiras dos EUA ou do Canadá – comparando, contrastando e classificando-os para seleccionar pontos em todo o mundo onde um casal de reformados pode ter uma vida confortável e despreocupada com 1.800 dólares (1.583 euros) por mês.

“O índice foi concebido para ser uma espécie de lista de dicas, para ajudar e direccionar as pessoas para os pontos que poderiam fazer mais sentido para eles no exterior”, revela Jennifer Stevens, editora executiva da International Living. “É muito útil, no entanto, devem rever as suas próprias prioridades. Pergunte a si mesmo: ‘O que é mais importante para mim num refúgio no exterior?’

“Talvez seja bom tempo durante todo o ano. Talvez seja a proximidade com os EUA. Talvez seja um custo de vida baixo. Talvez seja a facilidade com a qual você pode se adaptar. Talvez seja o acesso a cuidados de saúde de alto nível. Estas estão entre as muitas qualidades que consideramos quando produzimos nosso Índice anual”, adianta a resposnável.

De acordo com o Índice Global de Reforma para 2019 da InternationalLiving.com, os 10 principais destinos de reforma do mundo são:

  1. Panamá
  2. Costa Rica
  3. México
  4. Equador
  5. Malásia
  6. Colômbia
  7. Portugal
  8. Peru
  9. Tailândia
  10. Espanha

Hospitalidade, vida acessível (um casal norte-americano dá um exemplo, referindo que conseguem viver os dois descontraidamente com 2.500 dólares – 2.200 euros por mês, colocando o patamar dos 3.000 dólares – 2.640 euros para zonas como Cascais ou Algarve), a segurança, o cima a cultura, a gastronomia e até o património são outros dos atributos para viver em Portugal.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

portugal-continua-no-top-10-mundial-para-viver-na-reforma-em-2019-blog-century21