logo
Century21 Portugal


De acordo com o Financial Times (FT), Lisboa e Porto estão entre os destinos mais apetecidos pelos investidores norte-americanos para projectos residenciais dirigidos a estudantes.

O reconhecido jornal inglês revela que a Nuveen, antiga Nuveen Investments, uma subsidiária da TIAA, uma gestora americana de activos, está actualmente a investir no mercado imobiliário do continente europeu. A empresa anunciou no mês passado que está a investir em alojamento estudantil especializada em Viena, Porto e Lisboa.

Jasper Gilbey, diretor da Nuveen, explica ao FT que o investimento é “absolutamente uma nova estratégia na Europa”. Ele aponta para os fluxos de rendimento mais consistentes em comparação com as classes tradicionais de activos imobiliários comerciais. 

Além das cidades portuguesas, a Europa é cada vez mais atractiva para estes investidores. O FT refere também a Brookfield, empresa canadense de gestão de activos alternativos, comprou no ano passado uma participação maioritária na empresa alemã International Campus Group. Em Janeiro, comprou um ativo em Paris. E no final do ano passado, a KKR, o grupo de private equity, adquiriuu um segundo empreendimento residencial estudantil na Holanda, como parte de uma joint venture com a Round Hill Capital.

De recordar que a TPG Real Estate e Round Hill Capital associaram-se e vão criar um grande projecto residencial de 390 camas para estudantes e cerca de 250 apartamentos, num terreno com cerca de 39.000 m2, no Campo Pequeno, em Lisboa.

Também a LaSalle Investment Management, que administra 66 mil milhões de dólares (59 mil milhões de euros) globalmente e está sediada em Chicago, investiu em dívidas que financiam residências estudantis na Espanha, além de seus investimentos no Reino Unido.

À medida que a Europa começa a incorporar acomodações estudantis institucionalizadas, o Reino Unido está caminhando para a próxima fronteira: “co-vida” , uma estratégia de investimento que aplica alguns dos princípios do alojamento estudantil, esboçados no início dos anos 90, aos graduados de vinte e poucos anos. e trinta e poucos anos.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

investidores-norte-americanos-interessados-em-lisboa-e-porto-blog-century21