logo
Century21 Portugal


Estamos a poucos dias da grande festa da família que acontece com a celebração do nascimento de Jesus. Designada como a época natalícia onde também se junta a passagem para um novo ano, esta é uma altura muito especial até para quem não é católico e não tem por hábito celebrar esta quadra.

Porque mais do que o evento religioso este é um mês onde se celebrar a união da família, a amizade, a paz e sobretudo a solidariedade. As ruas enchem-se de luz, as lojas enfeitam-se sob o espírito de Natal e naturalmente que as nossas casas também recebem esta quadra festiva com decorações especiais. O mês de Dezembro simboliza igualmente a entrada do Inverno e por isso é a altura de utilizar a decoração adequada a esta época.

Decoração Natal Casa

 

Para ajudar a decidir se ainda está com dúvidas para a decoração de Natal da sua casa, trazemos hoje para si sugestões de algumas designers portuguesas.

Rita Miranda da Prateado – Decoração de Interiores, revela que esta é a altura em que surgem grandes dúvidas: Como decorar a árvore de Natal? Que cores devo utilizar? Devo colocar mais adereços pela casa? E agora como poupar na hora de decorar?

Reutilizar para um Natal mais ecológico

“Estamos numa época em que devemos ter uma consciência ecológica e por isso, este ano aconselho enfeites feitos pelos próprios reutilizando vários materiais.

Podemos reutilizar pequenos pedaços de madeira, troncos de lareira, apanhar pinhas e galhos de árvores no pinhal e pintá-los de várias cores, servindo para variadíssimas coisas como exemplo: preparar um centro de mesa, criar enfeites para a árvore e para a mesa de Natal e criar pequenos enfeites, espalhando a magia do Natal pela entrada da casa, pela cozinha e pelas salas de estar e jantar.

As antigas bolas de enfeite poderão ser substituídas por embalagens de vidro de iogurtes pintadas à mão. Olhamos também para as sobras de tecidos, rolhas de cortiça e botões de vários tamanhos, tampas de garrafas, antigas molduras, papel de embrulho, embalagens de chá e cafés, que servem para criar novos enfeites com vários tamanhos e formas. A própria arvore de Natal poderá ser substituída por uma criação de garrafas de vinho empilhadas, ou por caixas de ovos pintadas à mão, ou por jornais  e revistas amarrados em rolos, ou por livros dispostos em pirâmide. O limite é a nossa criatividade e a forma como repensamos nos materiais que temos disponíveis. Passeiem para casa de olhos bem abertos e procurem o que podem reutilizar pois em pouco tempo, várias serão as ideias que vos irão surgir.

Podemos ainda cortar tiras de tecido ou de antigas fitas de Natal e decorar as cadeiras da mesa todas diferentes umas das outras, de forma a demonstrar que o que temos de mais precioso que é a família, e essa sim que deve ser valorizada na noite de Natal. O centro de mesa deve ser simples e acolhedor.

A nossa porta de entrada da casa pode ser enfeitada para o Natal de uma forma em que se perceba o tema da decoração e devemos transportar o tema reutilizando os mesmos materiais por toda a casa.  A luz representa a magia do Natal, e como tal, seja uma luz de velas ou pequenas luzes artificiais, deverão ser uma constante pela casa.

Não há respostas correctas ou respostas erradas, tudo parte do nosso imaginário contudo, existe uma cor incontornável nesta época festiva que é o vermelho e uma forma que por si só, representa a árvore de Natal que é o triângulo. Um triângulo desenhado ou representado numa parede é muitas vezes o suficiente para entendermos que é Natal.

Neste Natal, reutilizem o que têm disponível nas vossas casas e na natureza, é uma forma de poupar e de respeitar o que temos de mais bonito”, revela Rita Miranda.

Dourados e encarnados são as cores de eleição

Para a designer Rute Santiago, Santiago | Interior Design Studio – S|IDS, celebrar o Natal é quase sempre sinónimo de festa em família, e para quem gosta de receber bem, a decoração é um dos pontos fulcrais a não descurar neste dia.

“Uma altura de tradição, memórias e revivalismos, e nada melhor do que uma decoração clássica e tradicional para estar em sintonia com a época.

Dourados e encarnados são as cores de eleição, quer na árvore de natal, como na decoração pontual. O meu recanto preferido? A lareira, com a família em redor e de preferência na hora de abrir os presentes. Use e abuse de tecidos axadrezados, e remate com peças decorativas que façam contraste – quer no acabamento quer nos materiais. Misture vidros, com pinhas, velas douradas e elementos de madeira natural”, aconselha a designer.

Decoração de Natal na sua casa

Mariana Esteves Serra e Rita Valadão Gomes,  designers do atelier Spaceroom, revelam que com a globalização tornou-se muito próxima a relação com diversas culturas, que até então permaneciam limitadas àqueles que tinham a oportunidade de deambular pelo mundo e, desta forma, conhecer o mesmo.

“Este fenómeno veio preencher lacunas e dar a conhecer novas realidades, influenciando variados campos, entre eles o de design de interiores. Como tal, o próprio sentido natalício acaba por reunir aspectos comuns a todos aqueles que celebram esta época festiva, contudo mantêm sempre o seu cunho familiar. Uma decoração de Natal vai depender sempre do envolvente, isto é, vai ser influenciado por diversas questões tal como a tipologia, a situação geográfica e o clima.

Consequentemente a concepção de uma decoração interliga-se a estas particularidades que resulta numa conjugação harmoniosa de cores, têxteis, formas e materiais. Posto isto, podemos encontrar inúmeras vertentes, desde um género mais contemporâneo em que as linhas são mais rectas, muitas vezes inspiradas no minimalismo, com cores mais neutras como os beges, brancos e cinzas, assim como um ambiente mais rústico em que sobressaem cores terra e texturas provenientes da natureza, como a madeira e o verde do pinheiro.

No entanto, também temos situações em que a falta de espaço e/ou tempo acaba por nos fazer criar ambiências diferentes, a partir de elementos simples como reciclagens, colagens, painéis vinílicos e/ou arranjos florais. Por fim, podemos encontrar diferentes opções, cada uma com as suas características e sempre com um toque familiar, mas sem nunca perder o espírito natalício”, explicam as designers.

O Natal é das crianças

Como se costuma dizer o Natal é das crianças e por isso, não podíamos deixar de trazer ideias para os mais pequenos. Cristiana Resina, designer com um trabalho mais vocacionado para as crianças, revela que o Natal é a sua época do ano preferida. “E esse gosto acaba por se reflectir na decoração da casa. Acho que nenhum cantinho deve ficar esquecido, desde os puxadores das portas, às escadas…

Gosto de uma decoração tradicional e com alguma tendência ‘nórdica’, onde as cores predominantes são o branco, o vermelho, o dourado, os tons de madeira.

As luzes nunca são de mais. Tornam a casa mais acolhedora, confortável e mágica.

Associo o Natal às crianças. Gosto de encher a casa com a criançada e organizar tardes onde fazemos os nossos próprios enfeites. Recorremos a materiais que temos em casa, apanhamos outros directamente da natureza, reciclamos, alteramos, pintamos. No final, acho que tudo fica muito bonito e mais ‘nosso’.

Nos quartos das crianças, criamos um ‘mini Natal’, com uma pequena árvore que vai ganhando presentes feitos por eles”, conclui Cristiana Resina.

Artigo visto em: http://www.diarioimobiliario.pt/

 

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *