logo
Century21 Portugal


As dúvidas dos estudantes que procuram alojamento assim como das entidades hoteleiras que pretendam disponibilizar camas para os estudantes universitários passam a poder ser esclarecidas através de uma linha criada pela Direção-Geral de Ensino Superior.

A linha começou a funcionar no dia 23 de Setembro e “serve para resolver problemas e implementar a estratégia destinada a oferecer alojamento a todos os estudantes que necessitem”, disse o diretor-geral do Ensino Superior, João Queiroz, durante a assinatura de protocolos sobre alojamento para estudantes.

A linha telefónica e o contacto de email – que estão disponíveis no site da DGES – dão apoio aos alunos, às entidades que desejem disponibilizar camas, mas também às instituições de ensino superior, que estão envolvidas no projeto.

O programa – que envolve entidades como hotéis, hostels ou pousadas da juventude – representa para já um aumento de mais 4.500 camas e continua aberto às entidades que queiram aderir.

Neste momento, o valor base é de 220 euros mensais, mas o apoio sobe quando os alunos estudam em zonas do país onde o valor médio do arrendamento é mais elevado. Em Lisboa, por exemplo, o complemento de alojamento ronda os 280 euros.

Outra das regras é garantir que metade das camas se destina a alunos bolseiros, caso exista essa necessidade.

Os quartos têm de estar disponíveis para os alunos até 15 de Julho, ou seja, até ao final do calendário escolar.

Depois, podem voltar ao mercado do turismo.

Todas as ofertas destinadas aos alunos estão disponíveis na plataforma do Observatório Digital do Alojamento Estudantil, que identifica diariamente a oferta privada de alojamento para estudantes, as zonas onde estão alojados e as rendas praticadas a nível nacional, assim como o nível de ocupação e a evolução da oferta pública de camas em residências para estudantes.

joaobandarra@mixandblend.net'

Deixe um comentário

*

captcha *

criada-linha-para-estudantes-procura-de-alojamento-blog-century21